Manifesto pela emergência da humanização

Documentos, por favor. Aguarde que logo será atendido.” São 4 horas da manhã. Estou aguardando no pronto-socorro do hospital, atordoado. Minha mente só percebe luzes difusas, sem conseguir distingui-las. Médicos e enfermeiras passam, depressa… eu aguardo… enquanto meu corpo queima. Adormeço e acordo incontáveis vezes, transitando entre salas até ser levado para o atendimento. A consulta acaba, tão rapidamente quando o novo pedido para que eu aguarde…

O DISCURSO DA HUMANIZAÇÃO
Já está na hora. Ninguém mais tem dúvidas sobre a urgência da Humanização em todos os âmbitos da Saúde. Seus benefícios são inúmeros e são largamente anunciados, tal como as diversas maneiras de se prestar um atendimento humanizado.

Mas, mesmo assim, a Humanização é precária.

Por quê? Será que nos falta outra centena de reportagens e propagandas alertando a necessidade de Humanização? Ou a preocupação de mais uma dezena de congressos? É necessária a publicação de mais milhares de artigos científicos?

Por que o discurso não condiz com a realidade?
O que estamos esperando para fazer acontecer?

UMA PROPOSTA EFICIENTE
É preciso perder o medo de nós mesmos. Podemos muito mais, conseguimos ir além: emergir o que temos de melhor em benefício comum. Olhar para a tecnologia como extensão das capacidades humanas, como um amplificador do que o profissional tem de melhor. Não apenas dar mais de nós, mas ampliar exponencialmente nossas capacidades, fazendo dos avanços tecnológicos um canal de difusão do nosso potencial humanizador.

Ver a tecnologia como uma ponte de um ser humano a outro.

Já está na hora, esse é o futuro.

É o momento certo de dar mais um passo.

HUMANIZAR COM TECNOLOGIA
Aprimorar o melhor do ser humano e deixar que o seu melhor seja aprimorado. Nossas capacidades latentes devem ser estimuladas e justamente por isso que desenvolvemos técnicas para nos expressar artisticamente, realizar escolhas, comunicar, criar linguagens.

É natural do ser humano interagir, tal como é de sua essência criar ferramentas e buscar sua superação. Não acreditamos que faça sentido a tecnologia isolada e obsoleta, que é o modo como ela vem sendo encarada atualmente. Na contramão da Humanização, disponibilizam-nos diariamente equipamentos complexos, difíceis, desconfortáveis, desagradáveis e pouco adaptáveis, todos esses apenas dificultam o trabalho dos profissionais e impedem a interação entre as pessoas.

Fica claro que, além do potencial do ser humano, é preciso “ser humano” no mundo tecnológico. Assim como é urgente que a tecnologia não seja um adorno ou um enfeite, mas que realmente amplie o alcance dos nossos profissionais da saúde.

Para isso, a tecnologia que queremos tem foco na interação mais humana, que conecte pessoas de maneira simples e mágica. Uma tecnologia que busque ser tão natural, quanto é natural para o homem criar tecnologia.